Alterações Neurofuncionais induzidas por Fluoxetina Perinatal

Estudo em Modelo Animal
 
 
Novas Edições Acadêmicas (Verlag)
  • erschienen am 3. März 2018
 
  • Buch
  • |
  • Softcover
  • |
  • 72 Seiten
978-620-2-17907-2 (ISBN)
 
Há um risco considerável de se desenvolver depressão durante a gestação e amamentação. O tratamento farmacológico da depressão em grávidas é aconselhado em vários casos, e as drogas de escolha são os inibidores da recaptação de serotonina (ISRSs), como a fluoxetina. Considerando que a serotonina modula vários processos durante o desenvolvimento do organismo, os potenciais efeitos da exposição perinatal a ISRSs sobre o neurodesenvolvimento estão sendo investigados. Em ratos, a exposição à fluoxetina durante o período perinatal (gravidez e lactação) diminuiu a capacidade de tomada de decisão, mas não induziu anedonia, em machos e fêmeas adolescentes. Em resposta a um agente estressor, não houve diferença na secreção de corticosterona, porém os machos adolescentes tiveram uma ativação reduzida da amígdala basolateral, e na idade adulta essa redução ocorreu na amígdala medial. Esse estudo indica que a exposição a fluoxetina perinatal induz alterações neurofuncionais que podem ser dependentes do sexo e da idade, evidenciando a importância do ambiente perinatal como determinante de alterações neurofuncionais que permanecem até a idade adulta.
  • Höhe: 220 mm
  • |
  • Breite: 150 mm
  • |
  • Dicke: 4 mm
  • 124 gr
978-620-2-17907-2 (9786202179072)
6202179074 (6202179074)
José Francis de Oliveira, Farmacêutico e Mestre em Ciências Fisiológicas pela Universidade Estadual de Londrina - Brasil, desenvolve estudos em neurociências com o objetivo geral de compreender a resposta neural ao estresse e sua regulação, a qual é importante na fisiopatologia das doenças neuropsiquiátricas e distúrbios metabólicos.

Sofort lieferbar

35,90 €
inkl. 7% MwSt.
in den Warenkorb

Abholung vor Ort? Sehr gerne!