A Psicomotricidade como prática social

Uma análise de sua inserção como elemento pedagógico nas creches oficiais de Curitiba.
 
 
Novas Edições Acadêmicas (Verlag)
  • erschienen am 27. Januar 2018
 
  • Buch
  • |
  • Softcover
  • |
  • 184 Seiten
978-620-2-04920-7 (ISBN)
 
De forma instigante, o autor analisa as práticas psicomotoras aplicadas nas creches de Curitiba, no período de 1986 a 1994, tomando-as sob o pressuposto da prática social. Com essa preocupação, de tratar as práticas corporais como prática social, permite-se problematizar as concepções de corpo e de psicomotricidade presentes na Educação Infantil, evidenciando seus fundamentos em concepções distintas e antagônicas de homem e de sua relação corporal: a concepção idealista e dualista, que trata do corpo de forma naturalista, e a concepção mecanicista, em oposição à materialista, que busca nas determinações históricas e sociais a produção do homem como totalidade intelectual/corporal. Em decorrência, contextualiza a sociedade capitalista como totalidade histórica na qual o corpo humano físico sofre as determinações do espaço, do tempo e do ritmo com o objetivo de economia do movimento, próprios da exigência da exploração da força de trabalho para a produção da mercadoria, sob a relação social do capital e trabalho assalariado.
  • Höhe: 220 mm
  • |
  • Breite: 150 mm
  • |
  • Dicke: 11 mm
  • 290 gr
978-620-2-04920-7 (9786202049207)
6202049200 (6202049200)
Doutor em Educação (UFPR-2007), Mestre em Educação (UTP-2002), Pedagogo (UTP - 2000), Titular da Associação Brasileira de Psicomotricidade (SBP- 019/94). Possui formação em Psicomotricidade Relacional (AECR - Barcelona, 1993), Analise Corporal da Relação (SIAC - França, 1997), Abordagem Corporal de Base Bioenergética (NPC - Curitiba, 1987).

Sofort lieferbar

64,90 €
inkl. 7% MwSt.
in den Warenkorb

Abholung vor Ort? Sehr gerne!
Unsere Web-Seiten verwenden Cookies. Mit der Nutzung dieser Web-Seiten erklären Sie sich damit einverstanden. Mehr Informationen finden Sie in unserem Datenschutzhinweis. Ok